quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Waldir Maranhão é acusado de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha


Apesar das feitiçarias, das armações políticas e da cultura ainda recorrente de que tudo pode se resolver através do bom e velho conchavo, os corruptos estão acuados com o protagonismo dos juízes — e o desespero já começa a bater em alguns, é o caso do deputado federal maranhense Waldir Maranhão (PP).

Segundo a revista Veja desta semana, o Deputado Federal maranhense e vice-presidente da Câmara, está no olho do furacão das investigações da Procuradoria-Geral da República onde suspeita o envolvimento do deputado no escândalo que dilapidou o patrimônio do povo brasileiro na PETROBRAS.
Ainda segundo a revista Veja do dia 26 de agosto, na página 51, diz que Waldir Maranhão é acusado de CORRUPÇÃO PASSIVA, LAVAGEM DE DINHEIRO E FORMAÇÃO DE QUADRILHA.

As investigações estão adiantadas e o Deputado do PP poderá sair da vice-presidência da Câmara direto para trás das grades.

As peripécias de Waldir Maranhão não param por aí aqui mesmo na Capital Ludovicense, o deputado soltou um “borrachudo” de 200 mil reais sem fundo. O Blog do Filipe Mota teve acesso a cópias do cheque carimbado e abordará com exclusividade o assunto.

É notório também no meio cultural o golpe aplicado pelo parlamentar em algumas brincadeiras juninas, que chegaram a gravar diversos CD´s em uma conceituada gravadora da cidade e até hoje não puderam ter acesso ao material, simplesmente porque  Waldir Maranhão não pagou a gravadora e as matrizes encontram-se presas na gravadora.

Com informações do blog do Domingos Costa